sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Você também morre, acredite nisto sempre e se melhore como ser humano!




A tua felicidade!

Há momentos na vida que o homem não entende a sutil diferença entre estar, ou ser  feliz tomando posse de sua felicidade. A felicidade é um pacote embrulhado com muitas coisinhas pequenas, muitas mesmo! Porém, há que ser atento para perceber que todas estas compõem o que  lhe trará gozo na alma; ou a busca da felicidade será tempo perdido e você será apenas mais um que morreu infeliz. Este gozo trará paz de espírito e esta paz lhe fará tomar posse da felicidade, e quando a morte vier, você terá vivido, e não sobrevivido ao ato de ser feliz, o que é a realidade da maioria das pessoas que acreditam nas posses falsas como elixir da felicidade!

As pessoas covardemente não entendem como algo pequeno pode ser tão grandioso a ponto de lhes fazer felizes de verdade, como detalhes da sua rotina, detalhes pequenos no seu dia a dia. Discutem a vida como se dela tivessem a posse eterna e de tudo soubessem demais, quanta bobagem! Todos os seres humanos  terminam sua vida do mesmo modo, mortos. Não há como escapar do teu último dia. Dia este em que seus olhos hão de se fechar e nada nem ninguém irá se importar com seus pensamentos mais medíocres de dono do mundo, de certo em tudo, de dono da verdade. Apenas irão olhar na tua face perante o teu caixão e pensar: você também morre, mas que coisa, não!?

Muitas, mas muitas pessoas mesmo, passam pela vida de forma arrogante demais, cavam os piores sentimentos para si mesmas, pois são ambiciosas ao extremo e saem atropelando os sentimentos alheios; ferindo suas próprias imagens, se preocupam demais em ter posses, bens materiais são tudo para estas infelizes pessoas. Elas querem tudo em seus nomes, precisam de todo o dinheiro que existe sobre a terra; elas não percebem o obvio; não vão levar absolutamente nada, e podem morrer a qualquer minuto! Não ficarão nem com seus próprios corpos, que ao de empalidecer dentro de um caixão, serão a vitrine de quem fica olhando pela ultima vez o rosto do infeliz de verdade que irá apodrecer logo em seguida.

São tantas as pessoas sem escrúpulos que buscam falsas felicidades e morrem o mais infeliz possível, pois viveram atordoadas em busca de falsas felicidades por anos e anos; pessoas que ferem princípios básicos da convivência digna de respeito e saudade, se tornam pessoas que jamais serão  amadas e lembradas depois de suas mortes, pois o seu jeito indigno de buscar a felicidade lhe coloca como um péssimo ser humano. Mas, elas passam a vida cultivando futilidades que acreditam que lhes trará felicidade, ledo engano. 

Elas querem estar  certas, pois assim possuem a falsa felicidade de superioridade perante as demais, elas querem todo o dinheiro para si, pois assim acredita que são poderosas. Quanta bobagem existe no pensamento humano desumano. Todos vão morrer! Assim como as pessoas que entendem a vida antes de fecharem seus olhos para ela; e por entenderem a vida antes que a morte lhes chegue, se dão bem em tudo que fazem no seu dia a dia, na vida e se tornam vencedores de verdade e são felizes com os pequenos detalhes que sempre dão certo todos os dias. Estas pessoas abrem todos os dias o seu pacote de detalhes da felicidade; e um dia elas morrem com o rosto sereno e a alma bem leve. Deixam muitas saudades em quem fica.  

É difícil dominar a própria felicidade, é treino diário e observação dos detalhes constantemente, é não se impor ao mundo como um ser absoluto dono de tudo, dono de todos, dono da razão. Há uma diferença entre as pessoas que acham que são felizes e aquelas que tomaram posse de sua felicidade com sabedoria enquanto ainda estavam caminhando na jornada da vida. Ter posse da felicidade é algo muito difícil, pois exige uma boa dose de inteligência e paciência. É preciso saber respeitar os outros nos mínimos detalhes e ser um exímio observador. É necessário ser bom de verdade e entender que você é apenas o futuro cadáver da vez! Este é o final inevitável de todo ser vivo.  É fundamental ter um coração capaz de aceitar os pequenos detalhes da vida como algo grandioso que serve para lhe ensinar; nada neste mundo te pertence! É preciso não ser tão desprezível como são alguns seres humanos. Se auto avalie a todo instante. Haja com razão. 

Mas, poucas pessoas entendem isto; e vão continuar falhando com os outros a sua volta, se tornando motivo de observação aos olhos alheios que já entenderam como viver feliz e ser um cadáver digno de boas lembranças deixadas nas mentes alheias; mas as pessoas insistem em viver falhando em suas próprias vidas, até um dia fecharem definitivamente os teus olhos que não viram nada do que é viver e ser feliz de verdade. Ter a posse do seu maior bem, que dinheiro algum pode comprar, ou seja, uma alma satisfeita. Quem isto não alcança  um dia morre e se torna lembranças atormentadas, e um belo exemplo de como morrer sendo infeliz a vida toda. 

E o dia que se vão se tornam para os que ficam, apenas ruins lembranças; ou nem isto. São esquecidas rapidamente. Já outras são lembradas eternamente pois, morreram sabendo viver felizes e plenas com a posse de sua felicidade, almas leves contentes. É triste perceber que alguns trilham o mesmo caminho da infelicidade que muitos morrem nela. É  assim que muitos seres humanos se tornam totalmente errados perante uma multidão que lhes vê sobreviver e se impor bestialmente  e  partir para os braços da morte e do esquecimento. Os maiores passos que as pessoas podem dar errado em busca da posse da felicidade são: calcular a vida em dinheiro, serem orgulhosas e avarentas, mesquinhas e medíocres, arrogantes e egocêntricas, e acharem que o mundo é delas!   

O ser humano deveria entender que não deve buscar coisas demais, que nada é de ninguém! A única coisa que você será depois de morrer é as besteiras que você fez de sua vida, ou as lembranças maravilhosas que terão de você. Ou os ensinamentos sábios que você deixou, ou as tolices que você dizia e fazia. 

Quem é você? A resposta é simples: você é o adubo da terra que um dia achou que viveu e que era alguém e que buscou a felicidade! Ou ainda, caso você acredite que dê tempo, você pode ser um ser humano que deixou saudades, conhecimentos, exemplos de como ser melhor para você mesmo e para os outros, para assim ser feliz de verdade até a morte lhe encontrar e dar-lhe o abraço final do qual nenhum ser vivo escapa!



Um grande abraço a todos!
Postar um comentário