sábado, 26 de julho de 2014



fonte da imagem google.
 
 
O menino da meia vermelha
 
 
O teu rosto me encanta;
minha alma por ti serpenteia.
 
Fala alto o teu nome;
ao coração que corre, pulsa nas veias.
 
O seu número calço eu;
menino da meia vermelha.
 
É assim o  para sempre;
o eterno gato da telha.
 
Só nós teremos a eternidade;
 menino da meia vermelha!
 
 
Data da poesia, escrita dia : 17-07-1993.
21 anos em 17-07-2014.
 
Minha eternidade em teus olhos!
 
Comentários referentes a esta postagem em específico, não serão publicados, nem respondidos; desde já agradeço a compreensão!
 
 
Um grande abraço a todos!