quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Não é preciso!




Não é preciso!

Não é preciso amar como se não houvesse amanhã!

Sempre haverá o amanhã!

Não é preciso fazer parte de tudo; mas é primordial que  nunca  discrimine quem assim acredita. 

Não é preciso ser tudo; mas é fundamental entender quem quer ser; e ter ciência da dimensão da existência.

Não é preciso ser inteligente; mas é fundamental não ser ignorante a ponto de se achar inteligente demais.

Não é preciso concordar com todas as pessoas; mas é fundamental que não exija delas ter o mesmo ponto de vista.
Não é o desprezo uma resposta, senão aos ignorantes; mas sim uma eternidade diante das mazelas de muitos.
Não é preciso sofrer para entender o sofrimento alheio; mas é preciso saber o que é sofrimento para não ignorar o momento do outro.

Não é cobrando  atenção que se ganha a batalha, é exatamente ao contrário, pois  a distração leva a derrota.

Não é gritando que descobre-se o amor; é exatamente ao contrário. 

Quanto menos uma pessoa exige amor, mais é amada por muitas milhares de outras.

Não é preciso ser muita coisa para saber que: amor não é o que o dicionário determina.

Calar-se diante do ódio alheio é amor a si mesmo. 

Ser o centro das atenções mesmo que não queira, é ser o próprio amor!

Não é preciso amar como se não houvesse amanhã ;

Preciso é saber se amar!


Um grande abraço a todos!
Postar um comentário