terça-feira, 19 de agosto de 2014

Leveza interior

 
 Fonte da imagem:Google.


 
Leveza interior

 
A leveza interior de um ser humano, é aquela que seu corpo dispõe ao deixar-se preso em todos os banhos de paz. A leveza estará em águas interiores por onde se passou  enquanto buscava-se as respostas na sabedoria!
 
A paz é fruto da sabedoria do indivíduo; o grito é falta de paz. O mais inteligente dos homens sabe que nunca será suficiente o seu conhecimento; este, fala sem se apossar da razão do outro e nunca impõe a tua. Assim, jamais obrigará ninguém a dar-lhe o que não é teu, e nunca dará a alguém o que não lhe pertença! 
 
Em sua infinita batalha compreende o que é a união da sabedoria e do infinito das respostas. E quando caminha a passos largos; percebe o quanto já teve que percorrer  pequenos passos sem notar o caminho. Assim aprende-se a caminhar com leveza.
 
Nenhum homem prudente acredita em si mesmo cegamente; menos ainda, deverá acreditar em todos os outros homens; principalmente naqueles que precisam gritar desesperadamente. Aqueles que necessitam ser aceitos a qualquer preço não se banham de boas águas interiores; por isso precisa tanto de novas águas!
 
A  busca pela inteligência racional e pelo conhecimento é infinita e inatingível, e jamais pertencerá a algum indivíduo sobre a terra! Conhecimento, inteligência e sabedoria é individual e intransferível em sua essência; é viver dia após dia e entender tal condição de necessidades humanas!
 
Tornar-se-a feliz, o ser humano que: perceber o grito do avido por respostas; e, souber então, silenciar-se quando entender o porque do grito grave e descompassado com ritmo da paz, pois o homem leve em seu interior prefere silêncio  humano. 
 
Se tornará contente aquele que vê a face do descontente e lhe entende em plenitude de respeito; e não com: revoltas de mesmo descontentamento, pois, só assim, terá sempre sorrisos verdadeiros e não julgamentos aos alheios motivos do pesado fardo interno! 
 
Se sentirá realizado, na leveza do ser aquele que: souber diferenciar as diferenças entre os seres humanos e respeita-las por pura vontade própria. Pois, para este Ser Humano, a leveza interior e a plenitude mental é estável e duradoura.
 
 
Fonte: foto pessoal.
O respeito serve para tudo.
Tudo pode ser eterno  e respeitado;
mesmo que não exista mais fisicamente;
em algum lugar o homem é capaz de promover a eternidade de todas as coisas;
dando-lhe a plenitude do respeito no seu melhor.
Mayos 2008-20014 +
Marley 2012-2014 +
Bob 2012-2014 +
 
Um grande abraço a todos!
Postar um comentário