terça-feira, 3 de junho de 2014

Protestos desumanos, "humanizando", ou não?

 
 
 
Um protesto legítimo?
 

O que é um protesto legitimo senão aquele no qual a fundamentação de sua existência tenha sentido amplo e específico a um determinado grupo. Porém, mesmo partindo deste pré supostos; pessoas escondem seus rostos e saem nas ruas a protestar, enganam e mais ainda enganadas está. Muitos já nem sabem o que protestam, vivem apenas do imaginar. Acordam, se lembram e deslembram o sentido de se manifestar. O protesto é um grito; mas, só de quem acordado está!
 
O homem passa anos de sua vida acreditando que ser útil é servir, mas um dia ele cresce; suas verdades aparecem, e de viver ele se apetece, e no respeito não padece. A vida amadurece e protestos por todos os lados acontecem. No entanto logo na mente se esquecem se o homem não entender do que é que a sociedade padece. É preciso legitimar, não são vandalismos, mortes ou selvagerias que a legitimidade dará; tal comportamento  é ser primitivo na vida e na mais valia; pobre do homem que leu Max e não entendeu como é feito o seu dia.  
 
Protestos só por protestos é apenas se desgastar. O que mais relaciona o individuo ao seu grupo de protesto são as condições nas quais ele vive; isto sim, é preciso observar! Seria memorável estabelecer parâmetros para tantos protestos avaliar. O país está acordado, mas sem saber despertar. Se há um aglomerado de gente, é difícil imaginar o que estão a reivindicar; mas se muitas pessoas são livres e libertas estão no pensar, os protestos não são de violências e estão acima de um ato limiar.
 
O que tanto protestam aqueles que protestam quando se colocam em seu lugar? É difícil avaliar, fazer protesto não é só ir as ruas e gritar. É incoerente condenar gente, que protesta sem postura nenhuma tomar. É preciso se auto-criticar para qualquer protesto praticar. Ou de modo contrário o homem sai do armário na condição animal irracional, totalmente sem razão, ludibriado pela sua própria ilusão em busca de nenhuma solução.
 
É de fundamental importância levar consigo a própria decisão; pois somente homens coerentes fazem protestos com limpas mãos. Usam suas cabeças, não jogam sangue no chão. Libertam as almas frágeis que desentendem a multidão. Homens que se colocam como lobos caçam a si mesmos; e por fim se encontram caçados na multidão; sozinhos e sem razão. Aonde só os homens que voam alto tem realmente os pés no chão, é preciso entender, e usar de forma adequada a humana razão!
 
 
Um grande abraço a todos!
 
Postar um comentário